segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Milu a grande timoneira



Culto da Personalidade ou Culto à personalidade é uma estratégia de propaganda política comum em regimes autoritários, baseada na exaltação das virtudes - reais e/ou supostas - do governante, bem como da divulgação positivista e inventiva de sua figura. O culto inclui cartazes gigantescos com a imagem do líder, constante bajulação do mesmo por parte de meios de comunicação e perseguição aos dissidentes do mesmo - tudo isso é culto à personalidade. Hitler, Stalin, e Saddam Hussein são apenas alguns exemplos dessa tendência política.

Texto publicado tambem no mariazinha


In wikipedia, imagens "roubadas" a wehavekaosinthegarden

2 comentários:

Jorge Borges disse...

Cara Mariazinha,
Gostei do teu post, muito a propósito da ministra retratada. Uma autêntica seguidora do nosso Hitlerzinho de trazer por casa, o Sócrates. Ela também não deixa de se enquadrar na categoria de ditadora de quarta categoria, ou seja, inqualificável.
Um abraço e volta sempre

O Guardião disse...

Por cá a propaganda pessoal e o culto da imagem mostra-se nos tiques autoritários, na intolerância e, para suavizar as coisas, na distribuição do Magalhães, nem que seja tudo a fingir.
Cumps