quinta-feira, 8 de julho de 2010

Grande Pata em Pequena Poça

O super neo-liberal Pedro Coelho e seus acólitos, os sectários da mais nova família mafiosa do PSD, mais uma vez meteram uma enorme pata numa pequena poça. E saltou-lhes a lama em cima.

Se é exacto que as chamadas «golden shares» não têm razão de existir, também é certo que, por os fundos de coesão terem sido roubados, desperdiçados e mal usados pelos governos do Cavaco do cabouco, como todos nos recordamos, Portugal ficou sem possibilidade de defesa no conjunto de países mais ou menos bem preparados para a concorrência.

Todas as empresas com alguma importância são vitais para o país nas circunstâncias que esses governos lhe criaram. Assim, apoiar qualquer decisão ou norma que de algum modo possa ser letal para a economia nacional, não pode ser menos do que alta traição por decisão contra os interesses nacionais de toda a população.

O governo actual não pode durar muito tempo pelas razões expostas neste post e mundialmente conhecidas e comprovadas. Reflicta-se, pois, no que poderá ser um governo composto por um tal seita de ladrões e traidores que se infiltraram no PSD com ideias anti-população bem diferentes das que o partido professava. Neo-liberais que tiram o comer da boca dos eleitores e família para o darem aos bandos de ladrões permitidos por legislação fabricada para lhes garantir a impunidade. Não foram eles os únicos a manufacturar essas leis, apenas começaram, mas até agora não mataram a galinha dos ovos de ouro e crer que o farão é ser um pouco mais que ingénuo.


Este e outros artigos também publicados nos blogs do autor (1 e 2).

1 comentário:

O Guardião disse...

A privatização de sectores monopolistas foi um disparate, mas continua-se a privatizar tudo o que traga lucros aos privados, privando assim o erário público de rendimentos obrigando ao aumento dos impostos. O PS e o PSD nem são assim tão diferentes na prática apesar do ruído que fazem.
Cumps